Juntos a Bom Porto

Terminal Cruzeiros de Ponta Delgada

Juntos a Bom Porto

Porto de Pesca de Grand-Rivière

Juntos a Bom Porto

Molhes do Douro

Juntos a Bom Porto

Marina Lugar de Baixo

Juntos a Bom Porto

Porto de Recreio de Vila Franca Campo

Juntos a Bom Porto

Piscinas Cobertas da Povoação

Irmãos Cavaco, atua enquanto prestador de serviços nas áreas da hidráulica, ambiente, energia e infraestruturas.

A exploração de agregados e betão pronto são, também, áreas de atuação e tradição da empresa.

Além do território nacional, Irmãos Cavaco opera, ainda, nos PALOP, nos países do MAGREB e nas Caraíbas.
 

Esporões da Restinga e de Ofir

O objetivo da empreitada foi a reestruturação e consolidação dos esporões da Restinga e de Ofir, com o reperfilamento e a colocação de enrocamentos de várias gamas, consoante a zona do esporão...

  • Marina de Albufeira

    Construção das obras marítimas da marina e do canal de acesso, contemplando: dragagens; desmonte de rocha submersa e escavações em terra; as retenções marginais em enrocamento; a construção de um cais; o fornecimento e instalação de um sistema de cais flutuantes de passadiços guiados por estacas tubulares para o estacionamento de 470 embarcações.
  • Esporões da Restinga e de Ofir

    O objetivo da empreitada foi a reestruturação e consolidação dos esporões da Restinga e de Ofir, com o reperfilamento e a colocação de enrocamentos de várias gamas, consoante a zona do esporão. Os trabalhos executados para os dois esporões, foram idênticos. Consistiram na reconstrução da zona da cabeça com enrocamentos de 60 a 90 kN assim como a execução de uma banqueta no pé do talude. Foi colocado enrocamento de 100 a 500kg nas locas existentes e reperfilados os taludes do tronco do esporão com a colocação de enrocamento de 30 a 60 kN em falta. O enraizamento levou enrocamento de 10 a 30 kN, sendo que no esporão de Ofir não houve alteração ao perfil existente, rebaixando a cota do coroamento existente em 1 metro e no esporão da Restinga, foram removidas as fileiras de pedra ligeira existentes nos primeiros 50 metros de enraizamento respeitando as cotas existentes.
  • Pavilhão Multiusos de Lamego

    Construção de um complexo multiusos com cerca de 7.933m² de área bruta de construção, compreendendo: uma nave polivalente com 2.410m² de área dispondo de um sistema de bancadas telescópicas possibilitando a realização de uma grande diversidade de eventos; um auditório com capacidade para 120 pessoas; uma grande praça, com carácter multiusos, vocacionada para a realização da feira semanal, servida por um pequeno edifício de comércio e serviços, com 700m² de área, funcionando em dois pisos para albergar um bar, vários espaços comerciais e instalações sanitárias de apoio e, no limite norte, um parque de estacionamento subterrâneo, com capacidade para 201 lugares repartido por três pisos.
  • Molhe do Porto de Oran - Lote 2

    Reforço do talude exterior do molhe do Porto de Oran compreendendo a colocação de TOT e de enrocamentos selecionados de proteção de 1 a 6 tons bem como a colocação de blocos “Antifer” de 40 a 62 tons.
  • Parques de Estacionamento em Lagos

    Conceção e construção de dois parques de estacionamento subterrâneo com uma capacidade conjunta de 876 lugares. O Parque da Frente Ribeirinha, com cerca de 12.800m² de área bruta de construção, desenvolve-se em dois pisos e comporta 480 lugares de estacionamento. O Parque do Anel Verde desenvolve-se em três pisos e comporta 396 lugares.
  • Molhes do Douro

    Construção de três obras de proteção. O Molhe Norte, com cerca de 450m de comprimento, constituído por elementos prefabricados de betão armado (caixotões e aduelas) encabeçados por uma superestrutura em betão. Os trabalhos compreenderam ainda as dragagens necessárias ao estabelecimento do canal de navegação, cujas areias foram depositadas no Cabedelo. O Quebra-mar destacado, com cerca de 500m de comprimento, constituído por um núcleo e camadas intermédias de proteção em enrocamento e por um manto de proteção em blocos Antifer em betão de alta densidade e a obra de reforço do Cabedelo que se desenvolve transversalmente à praia ao longo de 460m.
  • Parque de Estacionamento em Ponta Delgada

    Conceção, construção e exploração de um parque de estacionamento subterrâneo e à superfície, designado Parque Avenida, com cerca de 11.000m² de área bruta de construção para cerca de 400 lugares.
  • Reconfiguração da Barra do Porto de Aveiro

    Esta empreitada consiste no prolongamento do molhe numa extensão de 200 m, segundo o alinhamento do troço final da obra existente. Definição de um novo canal de navegação, com uma ligeira rotação para sul relativamente ao atual alinhamento, com uma largura de rasto de 200 m e uma cota de serviço de – 12,50 m (ZH). Dragagem de um canal com as mesmas características do anterior na zona de aproximação, exteriormente aos molhes. Este canal, com um alinhamento de 060º/240º, será acrescido de faixas de segurança de 50 m para cada um dos lados, devendo ser dragado à cota – 13,20 m (ZH) para garantir uma cota de serviço de – 12,50 m (ZH). Assinalamento marítimo para o novo enfiamento de entradas e saídas de navios.
  • Cais Misto de Bejaia

    Construção de um cais em estacas prancha à cota -12,00m, de comprimento acostável de 78m e dois muros laterais de 20m. Para ligação do cais ao molhe existente foi construído um pedrapleno em TOT com cerca de 35m de largura com pavimento em betão betuminoso.
  • Marina de Portimão

    Construção das obras marítimas do empreendimento "Marina de Portimão" compreendendo: dragagens e escavações na criação de duas bacias para estacionamento de 630 embarcações; a conquista de terrenos ao mar na criação do terrapleno para o projeto imobiliário; a construção de um molhe de proteção e de um cais acostável em blocos de betão. Os trabalhos, incluíram ainda as retenções marginais, a cravação de estacas para guiamento de passadiços e a criação de uma praia artificial.
  • Protecção à Central de Koudiet ed Draouch

    Construção de um dique, com cerca de 370 m de desenvolvimento, para proteção da plataforma onde se veio a construir a estação de bombagem do circuito de refrigeração da Central de Ciclo Combinado de Koudiet ed Draouch. O dique é constituído por um núcleo em TOT protegido com camadas de filtro e manto de proteção em enrocamentos selecionados. Os trabalhos envolveram ainda a dragagem dos fundos.
  • Emissários Submarinos em Beni-Saf

    Construção de dois emissários submarinos para a Central de Dessalinização de Benif-Saf. Um com 1.200m de comprimento e 2,4m de diâmetro interior para abastecimento de água do mar à Central. O segundo, com 1.575m de comprimento e 1,8m de diâmetro interior, para depositar no mar a água de salmoura resultante da dessalinização. Para o lançamento dos emissários foi necessária a realização de uma ensecadeira em estacas-prancha.
  • ETAR de Vilamoura

    Reabilitação e ampliação de uma ETAR, com sistema de tratamento biológico por lamas ativadas, para 138.164 habitantes compreendendo a construção e reabilitação das: obras de receção das águas residuais (Estação elevatória de Boliqueime e tanque de receção); canais de gradagem e desareadores/desengorduradores e edifício técnico; obra de repartição de caudais; reator biológico; edifício de produção de ar; decantador secundário e estação de recirculação de lamas; caixa de repartição e recirculação dos leitos percoladores; edifício de desinfeção UV; decantadores primários; caixa de alimentação à estação provisória; estação elevatória dos leitos percoladores; dois leitos percoladores; decantador secundário; duas lagoas de maturação; novo espessador; sistema de desidratação de lamas; reabilitação de duas estações elevatórias de lamas.
  • ETAR de Faro Noroeste

    Remodelação e ampliação de uma ETAR, com sistema de tratamento biológico por lamas ativadas para 45.000 habitantes, compreendendo: a desativação de uma lagoa; a consolidação dos solos da área de intervenção; a execução de tanques, edifícios, infraestruturas, arruamentos e arranjos exteriores e o fornecimento e montagem do equipamento de tratamento do efluente.
  • Porto de Recreio de Vila Franca do Campo

    Construção de um Porto de Recreio para estacionamento de 159 embarcações, constituído por: um Molhe Nascente com cerca de 320m de comprimento, com o extradorso revestido a blocos Antifer, intradorso revestido com enrocamento selecionado e o coroamento solidarizado por uma superstrutura em betão; um Molhe Poente com cerca de 110m de comprimento, executado em enrocamento e solidarizado no seu coroamento por uma superstrutura em betão. Os trabalhos compreenderam ainda a construção de uma Rampa Varadouro; um Cais Vertical Acostável , Retenções Marginais e a instalação de equipamento flutuante.
  • Terminal Cruzeiros de Ponta Delgada

    Construção de um complexo marítimo (Portas do Mar) compreendendo um Cais de Cruzeiros e um Cais de Ferries inter-ilhas com um comprimento conjunto de 390m; um Cais de Honra com 145m; um Parque de Estacionamento para 220 viaturas; uma nova Marina de Recreio, para 454 embarcações, incluindo os respetivos edifícios de apoio; um edifício destinado à Gare Marítima e Zonas Comerciais; o Pavilhão do Mar, com um restaurante e um anfiteatro ao ar livre e um Edifício de Apoio às Piscinas, englobando balneários, rampa de saída do estacionamento e rampa de acesso à marginal. As referidas infraestruturas foram construídas sobre uma plataforma conquistada ao mar.
  • Piscinas Cobertas da Povoação

    O edifício do Complexo de Piscinas Cobertas da Povoação é composto por um piso técnico enterrado, um piso térreo onde se localizam todas as áreas principais e um piso superior com sanitários e esplanada do bar. No corpo principal do edifício encontram-se os tanques das piscinas: o de competição e o de aprendizagem.
  • Porto de Pesca de Grand-Rivière

    Construção de um Porto de Pesca, com uma bacia de 20.000m2, constituído: um molhe, a Norte, com 400m de comprimento revestido com 2020 acrópodes de 3,6ton, com 1973 acrópodes de 12ton e 609 cubos de 9ton; um cais acostável com 145m de comprimento a duas cotas; duas rampas de varadouro com 6m de largura e120ml de retenções marginais em enrocamento.
  • Avenida Marginal de Ponta Delgada

    Construção de uma via, com duas faixas de rodagem, com cerca de 800m de extensão e largura total de 13m, passeios de cada um dos lados e uma ciclovia. A via foi construída sobre uma plataforma conquistada ao mar por aterro, o que implicou a execução, em toda a sua extensão, de uma obra marítima do tipo proteção frontal.
  • Passeio Beira Mar e Área Central de Espinho

    Reabilitação urbana do passeio Beira-Mar e da área central da cidade de Espinho, numa área de 22.700m2, compreendendo a remodelação e modernização das infraestruturas de abastecimento de água e de drenagem de águas residuais e pluviais, da rede de rega e de incêndios, da rede elétrica e telefónica e dos pavimentos pedonais e rodoviários.